A Mulher Executiva e o "Coaching"

As mudanças que estamos vivendo no trabalho e nas empresas estão influenciando diretamente nas estratégias, planificação e objetivos das empresas. Também nos seus executivos.

A figura do chefe está mudando e já não é o que era faz só alguns anos. Muito tem a ver com tudo isto um novo fenômeno relacionado com as mudanças, que já começaram a aparecer com força também no nosso país: O “ COACHING”.

São numerosos os livros que estão aparecendo, analisando e abordando este tema, que com certeza todos falaremos muito nos próximos tempos.

Não se trata de aconselhar, dirigir ou ensinar, mas de conseguir uma mudança nas pessoas com algum tipo de responsabilidade, sejam os líderes ou os executivos das organizações, para que aprendam a dirigir melhor os seus empregados.

O mercado está impondo novas formas de interagir no mundo do trabalho e, são muitos os benefícios que nos pode trazer esta nova dinâmica de relações no trabalho.

O Coaching se converteu em uma atividade fundamental para apoiar o desenvolvimento, tanto individual como de equipes e desempenhar novas ações para melhorar nossa produtividade e resultados.

Muitas empresas já estão desenvolvendo esta prática com seus empregados e estão demonstrando seu interesse por uma nova forma de relacionar-se e de dirigir o pessoal.

Na realidade, não deixa de ser uma espécie de diálogo e interação entre um tutor e um aluno na transformação de uma organização. É imprescindível que os executivos que dirigem as empresas detenham seu olhar na importância que têm as pessoas, os trabalhadores, sem dúvida, o maior capital de toda a companhia.

Os recursos humanos são os mais importantes e saber dirigi-los é uma matéria na qual devemos continuar esforçando-nos para continuar melhorando.

A situação atual nos está obrigando a ser reflexivos, mas também, inovadores, e, temos que familiarizar-nos com esta nova forma de entender o trabalho.

O Coaching empresarial pode ser um grande aliado para o bom andamento das empresas, principalmente nos pontos “chave”, como são o desenho de um plano estratégico, a planificação de umas ações e o estabelecimento de objetivos.

Os executivos têm que mudar a mentalidade para poder enriquecer e potenciar as relações entre os trabalhadores para melhorar o negócio. Entretanto, o Coaching não é para ser entendido somente como um processo dirigido exclusivamente aos executivos das empresas, mas por toda a organização.

A importância deste processo é sua extensão a todos os integrantes da companhia, pois o próprio executivo pode converter-se num tutor para seus empregados e um verdadeiro modelo para todo o pessoal. O objetivo é conseguir ter trabalhadores com compromisso mais ativos e mais motivados.

Os executivos devem aproveitar o conhecimento e o aprendizado e transmiti-lo ao restante da organização. É vital despertar o potencial e a criatividade dos empregados e incrementar sua capacidade de adaptar-se às mudanças.

Em definitivo, é necessário que os executivos saibam “treinar” os empregados, desenvolver suas carreiras profissionais e incentivar o trabalho em equipe.

O mais importante, sem dúvida, é que toda a companhia aprenda conjuntamente.

Manuela M. Rodriguez